quarta-feira, 20 de abril de 2011

è uma vergonha. Na ultima sessão da Assembleia de Republica os deputados aprovaram por unanimidade a alteraç
ao do estatuto dos funcionários da AR alegando a sua competencia e merito. Está para aprovação do PR. Numa epoca dificil em que se cortam salários estes funcionarios que tem a mesma categoria profissional são nãp só aumentados, mas obgtem mais regalias. Porquê?

sexta-feira, 11 de março de 2011

Homenagem a Saldanha Sanches

Foi necessário que os amigos se juntassem para homenagear o Homem corajoso, integro e ousado, que entrgou o seu saber em defesa da cidadania, sem pedir nada em troca. Saldanha Sanches faz-nos muita falta. Que os jovens aprendam a lição de participação política e de cidadania que nos deixou e que a Assembleia da República e o Presidente da Repubilca tenham a coragem de o homenagear não só porque merece o nosso respeito, mas porque ele foi uma lição da forma como devemos estar na Política: servindo e não procurar proveitos próprios. O carreirismo político através dos Partidos ingrssando no grupo dos Jotas, é uma forma desonesta. M.J. Leite

domingo, 6 de março de 2011

incerteza

Perco-me a olhar o horizonte
E é no mar que busco a energia...
É beber força mailor em cada fonte,
e acender o sol em mim todos os dias...
Ilumino assim as margens da trireza
nos caminhos que percorro sem paragens...
Desconhecendo sempre angustiada,
um só ponto seguro,
uma certeza...
Uma amarra forte de abordagem


Num dia em que a Vida correu mais devagar...

domingo, 20 de fevereiro de 2011

relógio adiantado

quantas vezes pergunto ao Universo
quando o negrume da noite
escorre nos meus braços,
onde está o resto da vida que nos sobra
e fica perdida eternamente nos espaços.
Quais as leis que governam no Além
que talvez ainda nos pertença
e nos deixam partir por acidente
ou por precoce e vil sentença?
A Vida não responde, e tem
apenas o vazio  de uma resposta breve.
Cada minuto é sempre uma surpresa
uma expectativa de desejo ou de trisreza...
Ou um sonho aque nos vem sempre adiado...
 E para enganar o tempo sem promessas...
É bom ter sempre o relógio adiantado

Recomeçar

A minha rua tem um fim
que eu vejo da janela...e é mesmo ali...
e outra que começa mais além...
onde se confundem as estrelas
que se acenden viradas para mim,
onde começa o Universo
da Esperança, que contem
escrita, a lei que nos ordena,
e os passos que percorremos no caminho.
A Lei Universal e rigorosa
que te deixa decidir a escolha,
que vai da floresta até à folha.
Da minha janela vejo a estrada,
onde mora o desejo e o prazer
de recomeçar a Vida a toda a hora.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

mãos cheias de nós

O tempo tem passado tão depressa!
vou dizer-te hoje,com a coragem
de quem pela vez primeira se confessa...
O tempo é uma corrente de água deliciosa e permanente
que corre sem limites no meu espaço.
É esta magnólia aberta e perfumada
que conta em história breve
o que nos atormenta e nos consome...
É um rio sem retorno,
 é um passado que se torna presente
enfim reciclado...
De cada vez que corre em despeduda
por estas minhas mãos cheias de nós,
eu quero que toda a vida que nos cabe,
seja um testemunho de luta permanente,
e nunca ninguém cale de vez a nossa vozt

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Anuncio I

eu compro
toda aternura perdida no teu peito,
que nunca usaste por vergonha!
Alugo por tempo indeterminado,
com juros, e tudo o que disponho, a tua fantasia só sonhada!
Empresta-me o teu projecto
guardado na gaveta,
porque eu vou construi-lo com a força que me resta.
E dá-me também o teu desejo
retido na gaveta da experiêrncia...
Dá-me tudo o que ficou parado por fazer...
Eu prometo,eu juro, que os tempos que perdeste
serão encontrados no futuro...
É só recomeçar...
Fazer novos golfinhosaparecer no mar,
Abrir estruturas novas...quemsabe? Até voar...
Sair de ti...para te encontrares
numa estrda sxem obrigações,
Voando sem culpas...para além do dever...
vem com o que tens...
Eu compro,eu alugo, ou recebo...
Juntamos o que temos,
E, sem hora, sem limitações...Vamos neste momrento que começa agora
Festejar em "paz" o prazer de viver

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Poema : Neste ano que entra II

Vamos para a praça pública ter presença...
e apagar da nossa vida a indiferença...
Vamos embora,
vamos atar o tempi...
e não deixar que corra a toda a hora.
Vamos caminhar no rio até à foz,
Vamos perder de vista os preconceitos,
Vamos viver connosco...e sermos nós.
E, quando o dia seguinte nos confrange e nos aperta,
é preciso acreditar que há sempre outro caminho à nossa espera...
outro projecto...outra janela aberta.

Poema : Neste ano que entra

Vamos transgredir
arrombar as portas que fechamos
e esconder as chaves....
Vamos dizer as palavras
amordaçadas na garganta toda a vida...
Vamos rebentar aquela hesitação,
aquela insegurança,
que nos fez perder caminhos de Esperança.
Vamos dar aquele passo que não demos...
e que nos fez tropessar nos próprios desejos,
porque nos faltou a confiança...
Vamos deixar de esperar
pelo relógio de quem chegou atrasado.
Vamos ouvir a música que gostamos
e fazer dela a banda sonora do rítmo que nos embala.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

mafia das prostitutas

No negócio da +prostituição há três entidades responsáveia: As máfias de leste e as portuguesas e outras.
As prostitutas que na maioria dos casos são vítimas
Os consumidores que se podem ver nas estradas com viaturaas de grande cilindrada e tb nas casa  devidamente" autorizadas. Mas só as duas primeiras são identificadas.
Porque será que os consumidores desta "mercadoria" não são tb identificados...e se é um acto licito porque não é proibido porque não pagam impostos e pagam recibo? Cumplicidade masculina?  Normalmente a fiscalização é feita por homens... E a frequência das chamadas casa de "luxo" é frequentada por gente que aparece publicamente com cargos de destaque.
Se não houvesse consumidores não havia negócio.



Deixa-me ser poeta


Dá-me uma razão forte
Um só sinal
Um digito,uma imagem virtual!
Dá-me um motivo convincente,
Até palavras vulgares de toda a gente...
E eu baixarei as mãos, como uma desistente.
Dá-me uma lança cortea força desta vontade de lutar,
 dá-me um grito de morte
e eu vou parar!
Mas enquanto durar esta esperança semeada,
na genética gravada no meu peito...
Deixa-me por favor acreditar
que um dia vai nascer
perfeito e todo igual...
Deixa-me ser poeta até morrer

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

quem sou eu

Chamo.me Maria José Dias Leite
Nasci na Base Aérea de Tancos, ( o meu pai era oficial da força aérea) em 19 de Março de 1933.
Frequentei a instrução primária pública e foi lá que , para além de aprender a ler, a escrever e a fazer contas, também aprendi a dizer palavrões cujo significado só mais tarde entendi, mas o mais importante foi que também descobri que havia o "mundo de cá, onde eu vivia e "mundo" de lá que era o doa maioria dos meus colegas que vinhampara a escola sem sapatos e sem lanche, Para ser aceite no grupo ,muitas vezes dividi a merenda com os colegas. Foi aqui que aprendi o mais importante da vida: a desigualdade social que questionei durante muitos anos. Depois da instrução primaria fui para um colégio de freiras frequentado por gente rica, mais rica do que eu...outro mundo. Tinha 15 anos quando me mandaram fazer um ttrabalho sobre os 4 Evangelhos. Foi outra descoberta. aprendi a tolerancia , o sentimento dos outros, e a justiça social muitas vezes pensei na mulher adultera, e também nos cambistas que foram expulsos do Templo porque eram corruptos e exploravam os peregfrinos extrageiros quando pretendiam cambiar o dinheiro. Agho que engoli o Evangelho para oda a Vida. Mas sempre que penso que nele aprendi a tolerancia e a aceitação do outro...sempre decubra que falho muitas vezes.
Fui estudar Filosofia para a Universidade de Coimbra. Láa conheci, fui colega em algumas cadeiras do Zeca Afonso. Fomos colegas e muito amigos. Com ele aprendi a estar na vida e na política para servir e não para ser vir-me.

E é aqui que quero pôr à vossa consideração:

Porque não se diminui o nº de deputados inuteis e carreiristas utilizando outro método que não o Método de Hondt para que haja uma verdadeira representaçãp sem prejudicar os partidos mais pequenos?

E ainda porque motidos não se exige que os deputados tenham uma formação académica superios ou juma formação profissional certificada; pelo menos dois anos o mercado de trabalho e não sejam carreiristas nas JOTAS ,Ou seja que não tenham uma reforma churuda ao fim de três  mandatos e recebida antes dos 65 anos... Ou seja mais justiça na Democrcia que uma geração ajudou a conquistar...


E ainda como se enchem noticias em jornais, noticiáios com acontecimentos sem expressão e não se prestam verdadeiras homenagens a gente como Victor Alves, Saldanha Sanches, Salgueiro Maia, Melo Antunes, Lourdes Pintalssigo, Natália Correia,  Odete Santos... etc... Gente que trabalhou e lutou por  uma sociedade mais justa?

Não vou calar-me

sábado, 5 de fevereiro de 2011